sábado, 10 de abril de 2010

Ainda na procura de mim mesma...



Ficou meio pequeno, mas vale a intensão.

Um comentário:

Juuh V. disse...

Puura verdade..
Li um livro há algum tempo que dizia que, somente quando nos aceitarmos como obras únicas, especiais e com propósito diante de Deus é que poderemos conduzir nosso relacionamente como devem ser ocnduzidos.. companheirismo e não dependência. Só complementando espiritualmente o texto do Chaplin. ;)
Amo-te